marketing_de_conteúdo-bruno_conteudo

Marketing de Demanda, um “novo conceito velho”?

Todos os esforços de marketing são voltados para encantar os consumidores e clientes.

E quando essas audiências são encantadas, transformam-se em promotores eficazes da marca, espalhando sobre como impressionante seus produtos e serviços são.

No coração de tudo isso está o marketing “on demand”.

Existem inúmeros conceitos de marketing B2B com os quais estamos todos saturados e absorvidos. No entanto, a maioria dos profissionais de marketing não consegue se concentrar na importância e no impacto do marketing que importa.

No “on demand” o diálogo com os clientes se dá no entorno da sensibilidade e geração de interesse por parte da audiência. O conteúdo envolve vários canais, plataformas e campanhas, assim como conscientização, posicionamento de acordo com a relevância e a validação e avaliação do cliente.

A abordagem holística é o que torna o marketing “on demand” único, com o seu compromisso de relacionamentos de negócios de longo prazo, para manter o interesse e o entusiasmo na marca.

A maioria dos especialistas em marketing define a geração de demanda com um planejamento de marketing direcionado, que estimula a conscientização e o interesse pelos produtos e /ou serviços de uma empresa.

O mais importante neste momento está na iniciativa de quem trabalha com isso, em se debruçar nas ações que dão retorno e gerar mais demanda para aumentar vendas, além de continuar alimentando e mantendo relacionamentos com clientes e clientes potenciais.

É o momento onde os esforços iniciais incluem cobertura de mídia, autoridade na área e referência sobre o assunto.

Essencialmente, você está empurrando sua marca e produto para o mercado, com o objetivo de gerar um novo interesse e demanda junto a comunidade da imprensa com artigos, vídeos, relatórios e vários outros tipos de conteúdo.

Com a produção deste material, a principal meta passar a ser a de coletar as informações de contato, a partir da demanda gerada, que pode eventualmente ser usado para transformar-los em clientes.

Conclusão

Simplificando, a criação de demanda é sobre gerar consciência de marca e demanda onde não existe, enquanto a geração de demanda se concentra no aumento da demanda que já existe.

Tanto a criação de demanda como a geração de demanda são táticas de marketing.

Por outro lado, a geração de leads é orientada para vendas e tem o objetivo de reunir leads que podem ser guiados ao longo do funil de vendas e, eventualmente, transferidos para a equipe de vendas para fechar um negócio.

Tanto a criação de demanda como a geração de demanda se concentram na fase de conscientização dos consumidores, enquanto que os esforços de geração de leads se concentram nas etapas posteriores, como as fases de consideração e decisão dos clientes. 🙂