Bruno Conteúdo

A Tribo e o Conteúdo

Trabalhando há algum tempo com isso eu aprendi que grupos de pessoas, unidas por um mesmo propósito ou paixão, pode ser algo muito poderoso.

E isso é exatamente o que você – como uma marca B2B ou B2C – pode (e deve) criar através das redes sociais.

A “tribo” é uma ferramenta essencial para o seu arsenal, porque invoca uma espécie de histeria coletiva social. Nós, os seres humanos, nos sentimos muito seguros e protegidos quando desfrutamos de um pertencimento, de uma comunidade.

Uma das melhores maneiras de criar aquela sensação de segurança em seus clientes é por meio das comunidades.

Nos grupos de LinkedIn e Facebook, por exemplo, você pode evangelizar a sua audiência, respondendo a perguntas e oferecendo perspectivas e expectativas enriquecedoras sobre o seu negócio.

Destaco aqui outras formas de manter a sua tribo coesa e unida:

  • Crie uma experiência de usuário, contínua, em TODOS os canais. Você sabia que 45% da imagem de uma marca é determinada por aquilo que ela diz e como diz? Então, se os seus fãs sabem exatamente qual a visão da empresa e como ela se sente em relação aos que acontece no mundo, seja no Instagram, site ou blog, ou ainda em seus webinars e podcasts, eles se sentirão mais confortáveis e conectados com o seu produto.
  • Certifique-se de que cada postagem no LinkedIn, atualização do Facebook ou Twitter, bem como em todos os outros lugares que você aparecer online, sejam um reflexo coerente da mensagem que você quer passar.
  • Incentive “compromissos” através de seu blog, facebook e twitter. Peça que seus seguidores escrevam o que pensam, depois de ler um texto no seu blog, por exemplo. Conversas são a alma de uma tribo, e dar o primeiro passo é o caminho para que essa interação comece a fluir.
  • Pense em uma causa para a sua tribo. O relacionamento com a marca se torna mais forte devido a valores compartilhados. Quando você dá a seus seguidores um motivo relevante para que eles continuem a segui-lo, você está trabalhando para a manutenção da tribo.
  • Para certificar que a missão e os valores estejam, de fato, afetando os seus fãs, tenha em mente a necessidade de espalhá-lo em todos os canais. Elabore conteúdo que impacte esse público, utilizando-se dos insights que eles mesmos já forneceram em situações anteriores.

Confiança, Curiosidade e Valor Agregado

Como você cria confiança suficiente para garantir que a interação com um seguidor resulte em conversão?

Ao conceber campanhas que ajudam o público a calcular um valor e tomar decisões de compra sobre seus serviços e/ou produtos, com base em informações importantes sobre os mesmos, você está estabelecendo uma relação de confiança da sua marca com os seus fãs.

Construa um conteúdo que desperte curiosidade, com assuntos em evidência. Use e abuse do Google Trends para isso.

Observe que alguns de seus seguidores responderão melhor a publicação de um white paper ou e-book, enquanto outros se envolverão mais com uma história interessante que esteja sendo contada no blog e nas redes sociais. Identifique isso!

Use sua imaginação para criar ganchos que irão despertar a curiosidade dos fãs, atraí-los para o seu conteúdo e levá-los a conversão.

Apresente os benefícios que o produto trará para as suas vidas. Os clientes estão sempre a procura de valor agregado.

Se puder mostrar como o serviço não apenas resolve uma necessidade, mas também melhora determinado aspecto do negócio ou da vida de uma pessoa, você pode dialogar com possíveis novos seguidores de uma forma mais autêntica e honesta.

O valor agregado deve ser sempre um dos seus principais esforços de marketing. Psicologicamente, de forma consciente ou não, as pessoas sempre buscam um “plus” em suas vidas. Se o seu produto tem isso a oferecer ao seu público, explore!